top of page
  • Foto do escritorPIB SCS

Você não verá a morte


Mensagem pregada no culto da manhã de 10 de setembro de 2023


Jesus estava ensinando no templo, quando foi interrompido pelos escribas e fariseus que traziam uma mulher adúltera. Jesus frustrou os acusadores da mulher porque pediu para que ela não pecasse mais, e voltou a falar aos que estavam no templo.


Jesus então continua se apresentando como a luz do mundo, o libertador dos cativos, o Filho de Deus. Porém, os judeus não conseguiam compreender a fala de Jesus, por causa de sua arrogância espiritual. Jesus, porém, reduz a nada essa segurança dos judeus, mostrando que eles eram filhos do diabo, a quem imitavam em suas obras.


Diante desse contexto conturbado e de muitos questionamentos do capítulo oito, destacamos alguns pontos:


Em primeiro lugar: as acusações falsas contra Jesus (48-50). Como não podiam atacar a conduta pessoal de Jesus, tentaram um ataque que diminuísse ele. Até hoje as pessoas continuam a ofender Jesus. Dizem que Ele foi apenas um ser humano comum, zombam dele. Ofendem Jesus diariamente com suas vidas. Porém, precisamos nos lembrar que Deus julgará cada um dos seus acusadores e zombadores. Devemos ser como Jesus, não buscar a nossa própria glória, não nos orgulharmos da nossa religiosidade, não acharmos que somos superiores aos demais. Esse era o grande problema dos judeus.


Em segundo lugar: a defesa que Jesus faz de si mesmo (49-50). Jesus agora faz uma afirmação: Em verdade, em verdade vos digo que, se alguém obedecer à minha palavra, nunca verá a morte. Jesus está dizendo que ele pode dar a vida eterna. Embora a morte física possa atingir os que guardam a sua palavra, jamais impedirá que estes desfrutem a vida eterna. Cristo venceu a morte.


Em terceiro lugar: a superioridade de Cristo (55-59). A existência de Jesus transcende o tempo. Ele é, portanto, exaltado infinitamente acima de Abraão. Em Jesus não vemos só um homem que viveu e morreu. Vemos o Deus atemporal, que foi o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, que era antes do tempo, que será depois do tempo, que sempre é. Porém, movidos pela incredulidade, pegaram em pedras para matá-lo, mas Jesus se ocultou e saiu do templo, pois ainda não era o tempo da morte. Aprendemos com Jesus que devemos entender os propósitos que temos que cumprir em vida, continuar a obra que Deus tem para cada um de nós.


Que Deus nos abençoe! Que vivamos crendo em Jesus e no sacrifício do seu Filho amado Jesus.


“Então Jesus declarou: — Eu sou a ressurreição e a vida.

Quem crê em mim, ainda que morra, viverá.” João 11:25




11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page